sexta-feira, 4 de novembro de 2016

COLETÂNEA FEMININO- A ARTE DE SER MULHER: 100 ESCRITORAS NO RIO DE JANEIRO DIA 18 DE NOVEMBRO DE 2016





PARABÉNS!!!



100 ESCRITORAS BRASILEIRAS HOMENAGEADAS PELA REDE MÍDIA SEM FRONTEIRAS, A POETA VANDA LÚCIA DA COSTA SALLES ENTRE ELAS:



quarta-feira, 2 de novembro de 2016

MUNGUZÁ E CURIBOCAS- UNIVERSO SECRETO DE VANDA LÚCIA DA COSTA SALLES







MUNGUZÁ E CURIBOCAS

    Espavorida cumprimentou o homem que mastigava prego: -"Bons dias!"-, e foi logo se encarapitando, desarvorada ao volante.
    Os curibocas embeiçaram-se no riso e cumprimentaram-na serelepes: "-Bons dias, Munguzá!!!"
    - Vamos que vamos então, conhecer essa cidade das maravilhas? - assim dizendo, engatou a primeira e saiu a toda, raspando o meio fio.
    - Mulher, que audácia!
    - Tá aperreada, ó peste da moléstia?
    - Hoje eu tô que tô! - respondeu tirando um fino do Carlinho da pipa.
    Da janela ao lado percebi tudo, já ao longe, o moço ficava de nós com seu dedo feio pra cima, espichado na raiva e no susto. Sorri no querer e exclamei:
    - Virgem Maria, é cega de Deus!  Viu não omê, o que ela fez?! -.  Os pneus do caminhão rangeram aceitando a velocidade e desenharam na estrada o caminho
    Um gaiato gritou:
    - Ó meu, vê se não pega o motorista na fala matraca.
    - Eu não pego o motorista, o motorista é que pega os passageiros. A voz de um curiboca estalou no ar. Do fundo, outro curiboca informava, fechando o celular: " Minguling Gling ficou na parada da praça!  Hora perdida em sono
    - Conhecer sa tal de COPACABANA não é pra qualquer curiboca não. Sabe, Catitu fora de manada é comida de onça!- arriscou, Munguzá.